sexta-feira, março 25, 2005

de volta à procedência

De volta ao Ground Zero, vulgo, Régua, é entre espanto e consolo que verifico que pouco ou nada mudou.
A minha tia Terezinha continua a fazer o melhor arroz de cabidela da região, a minha tia Fátima continua a ter uma voz agudíssima que emite a decibéis acima do humanamente tolerável, as minhas tias Laurinha e Lila continuam a usar bijuteria invejável (quase que me ia safando com uma pulseira esquecida no braço na confusão da despedida, mas depois tive um ataque de honestidade....), as filhas das minhas primas continuam a ser umas crianças insuportáveis (várias foram as vezes que eu sujeri que as rifássemos ou vendessemos aos ciganos, sem obter nenhum feed back), as minhas primas continuam iguais, o mesmo tipo de roupa, de cabelo, de conversas...; os meus tios continuam uns porreiraços que fumam na varanda numa espécie de cerimonial masculino (em inglês, bonding), excepto o meu tio Amorim que abandonou a festa para ir à missa (no coments) e o meu pai que saiu mais cedo para ir passear as cadelas (still no coments)
A familia toda reunida em torno do "um contra todos", que apesar do apresentador ainda consegue prender as pessoas, e a picardar a tia Fátima que insistia que sabia as respostas, alegando uma momentânea e opurtuna falta de memória sempre que errava, foi uma imagem bonita.
O verdadeiro pico da noite foi quando fiquei a saber que os meus tios todos, sem excepção, seguiam as novelas. Fiquei até a saber que o Tomé da Cabocla tinha morrido ontem com um tiro daquele fulano que tinha batido no pai do Tobias... Escusado será dizer que fiquei na mesma, sei lá bem quem são o Tomé, o Tobias e a Cabocla?! No entanto não deixo de fazer notar as consternação do meu tio Quim ao saber que o Tomé tinha morrido............ requiem pelo Tomé...
A familia continua em alta e a Régua também.
Talvez se eu me queixasse menos veria mais claramente que as coisas nem sempre são tão más como as pinto. Não obstante, tenho de considerar que este optimismo pode-se dever unicamente ao facto de eu só ter chegado hoje.... no fim das férias se verá...
ps. finalmente (mais precisamente, quatro meses depois),tenho candeeiro novo no meu quarto! é giríssimo assim vermelho laranja e roxo que dá ao meu quarto uma ar de penumbra bordelesca.

1 comentário:

Nani disse...

Eu tinha feito um comentário bonito,mas quando fiz preview, foi-se!
Bolas, hoje tenho mais que fazer!
GOSTEI DO TEU CANDEEIRO!