segunda-feira, junho 27, 2005

copy-paste do dia

Image hosted by Photobucket.com
"... comecei a perguntar a mim próprio se, de facto, não seríamos todos autores dos nosso próprios dramas privados, pelos quais estamos tão apaixonados que aceitamos como um dado adquirido, mas que concluiríamos ser merecedores da fogueira se os lêssemos aos amigos."

Crumey, Andrew in
O insólito Mr. Mee

8 comentários:

mfc disse...

Já dizia o Régio no Cãntico Negro..."há coisas que terei pudor de contar seja a quem for!"

carmuue disse...

A minha vida é um vendaval que se soltou,
É uma onda que se alevantou,
É um átomo a mais que se animou...

Humor Negro disse...

Eu continuo a viver numa tirinha de BD a preto e branco, e acho giro. :-P

carmuue disse...

e achas bem! ;)

unknown soldier disse...

talvez sim talvez não... afinal, nós somos as pessoas mais importantes do mundo!

paulo disse...

Por vezes surpreendemo-nos quando num daqueles impulsos mais primários e loucos resolvemos "ler" esses nossos dramas aos AMIGOS!....

Como?????

Os AMIGOS não nos mandam para a fogueira muito pelo contrário... apagam o fóforo que nós proprios acendemos....

Phi@ disse...

Se considerassemos mais vezes que somos dramas ambulantes e erraticos os nossos amigos não seriam de todo a inquisição mas seriam os bombeiros voluntarios da nossa alma algo perdida e incoerente!!!

Ana disse...

Quando a vida entra em chamas é necessário apagar...e nada como olhar para o lado e perceber que os amigos não tem uma, mas sim duas mãos para ajudar...