terça-feira, dezembro 20, 2005

Manifesto Anti-Pai-Natal-Dependurado


Por toda a parte vejo Pais-Natais. Por todo o lado, em tudo quanto é janela, varanda, batente de porta existe um Pai-Natal Dependurado. Seja a escalar uma escada, equilibrado num balancé ou apenas seguro a uma corda, ele lá está vermelhusco e entregue às intempéries. Não sei que fenómeno foi este que afectou colectivamente toda a população Portuguesa, mas o que é certo é que poucas são as casas de família que escapam a esta tendência de (extremo) mau gosto. Aparentemente hordas de populares invadiram tudo quanto é loja dos 300 e loja de chineses e adquiriram compulsivamente e sem se deterem sequer em meio segundo de reflexão, tudo quanto era Pai-Natal passível de ser dependurado. Até na minha terrinha de eleição existe um hotel (por sinal muito bem) que ostenta em sua fachada um Pai-Natal a fazer slide. (a fazer slide?! Óh meus amigos….)
Eis o motivo da minha revolta, considero esta manifestação de espírito Natalício completamente desmesurada e visualmente agressiva. Trata-se seguramente de uma ofensiva Natalícia orquestrada sabe-se lá por que potentes forças do mal.
É de estrema importância que os últimos portugueses lúcidos se juntem a mim nesta luta! Vamos criar uma milícia de dimensão nacional que, munida de potentes tesouras e atacando a coberto da noite, vá despojando as casas deste país destes Pais-Natais-Dependurados!
O mau gosto nas fachadas tem de acabar nos azulejos!
Vamos à luta amigos!

e agora a letra da minha música da natal favorita:

Eu matei o Pai-Natal por engano

Quando ele entrou no meu jardim

Parecia um ladrão, com um saco na mão...

Dei-lhe um tiro e foi o fim!

Já o fodi...

Foi então que eu percebi quem ele era

O Pai-Natal ao vê-lo assim

Estendido na relva, deitado...

Olhei para o céu estava estrelado

Vi o Pai Natal na relva deitado

Na relva deitado, ne relva estendido

Filho de uma puta estava todo fodido!

Nota: trautear como o White Christmas até deitado. depois de olhei para o céu, é o ... Olhei para o céu...

6 comentários:

paulo disse...

Eu concordo e reconcordo, não há paciencia para tanto Pai Natal em esforço por essas casas fora.... e o senhor já não vai para novo....

Faltou a referência a que por vezes vislumbram-se vários senhores vestidos de vermelho a fazerem esforço em fila...... nem digo mais nada.... a intimidade de cada um é com cada qual....

Ao corte! Ao Corte!

Assalta-me no entanto uma dúvida!!!! onde se depositam os senhores depois de cortados das fachadas das casas????

Serão aceites nos ecopontos ou será que existem os:
pai-Eco-natal-Pontos

Phi@ disse...

ora bem eu "ajunto.me" com todo o gosto ...já não gosto do natal e nao, vai dai, que o pai dele também não precisa de cá andar, muito menos de forma tão ofensiva como se tem verificado ultimamente!!! essa dos ecopontos pai natal está uma delícia Paulo...será que também existirão ecopontos para todas as nossas iras e desgraças.????era bem...era sim senhora!! bxox

O Puto disse...

Um Pai Natal a fazer slide? Onde já se viu? O pobre do velhote ficava logo cheio de maleitas! Eu tb adiro. Quando é o massacre?

O Puto disse...

Se for caso disso, bom Natal!

Zezi disse...

Isso dos ecopontos é boa ideia sim senhora!
Vou ver o que a minha chefa diz do assunto! ;)
Bjs e fiquem bem
Zezi

JB disse...

Tadinho do pai-natal... ou não?