sábado, novembro 25, 2006

o drama, o horror, a tragédia...

Eu Carmuue, que passei a minha vida toda a apalpar os graves, que sempre quis cantar com uma voz quente, aveludada e ronronante... assim uma Nina-Simone-Transmontano-Duriense ou com um timbre fogoso e explosivo de uma Aretha-Franklin-Vinhateira, fui tramada em grande pela vida!
Tanto tempo a sonhar embalada pelo vibrar das cordas de um contrabaixo, a suspirar em contralto... para agora descobrir... que sou soprano... e com possibilidade de ser soprano dramática...
Crise existencial adivinha-se!
Recomendo distância aos meus próximos e tampões para as orelhas aos meus vizinhos.

2 comentários:

Maria Papoila disse...

Deixa-te de dramas! Lá porque tens tendência a ser soprano dramática, não quer dizer que faças disso um drama... Aliás, mal posso esperar por ouvir-te!!Beijo!

Amm disse...

Quero ouvir isso!!!