terça-feira, dezembro 09, 2008

retiro albicastrense

resumo possível e incompleto da expêriencia da 1ª Escola de Desenvolvimento Juvenil/ Formação de Formadores em Direitos Humanos
malas feitas e após uma correria matinal frenética, lá me pus a caminho de castelo branco, enfiada num carro com 3 pessoas que não conhecia de lado nenhum a viagem revelou-se um instantinho só, com tanta conversa, tantas afinidades e partilhas, a coisa começava bem, já em Castelo Branco, com a neve a ameaçar (não passando de ameaça para meu grande pesar), lá nos juntámos ao grupo de pessoas com as quais iríamos partilhar os próximos 10 dias em convivência sistemática, 24 sobre 24 horas. apesar dos receios atirámo-nos sem conferir se havia rede...
foi a loucura! 10 dias de dinâmicas, reflexões, pausas saudáveis, mais reflexões, conflitos, discussões, emoções à flor da pele, partilhas inéditas e muita entrega, às pessoas, à causa, aos valores!
oportunidade única para conhecer pessoas novas interessantes e bem doidas. gente com conteúdo sem conversas de abobrinha. mesmo nas noites do Lady Queen (antro obscuro, a roçar o sinistro, ornamentado com os desenhos do gigger que eu solitátia e bravamente defendia), entre minis e médias, chás de camomila e cidreira, o ritmo não abrandava. vontade de questionar tudo e de fazer a diferença sempre! e aquela tarde na companhia do Don Simon, do chouriço assado e do queijinho vivendo a euforia da sintonia entre almas....
O que eu mais queria, como o chaparrito dizia, era trazê-los a todos comigo, para que isto não acabasse nunca, para sentir sempre o meu cérebro a ser desafiado e a minha vontade de mudar e fazer mudar sempre instigada. Fazer a diferença sempre através da participação.
abençoado momento em que deixei os receios em casa com as tanjerinas no frigorífico e me atirei nesta vertigem de auto-conhecimento de onde vim mais rica, mais comprometida e com vontade de abraçar tudo e todos, de onde vim uma pessoa melhor graças aos contributos dos que conheci.
estarão sempre no meu coração tal como parte de mim ficará sempre em Castelo Branco.

9 comentários:

Rosa disse...

Realmente o Queen Alien era uma experiência do outro mundo!
Um grande abraço ;)

carmuue disse...

Olá Rosa!
Obrigada pla visita! Vê lá tu que nem acertei com o nome da coisa! era tal o surrealismo...lol
aquele abraço!

Carmo

Andreia disse...

Adorei o teu discurso referente à aventura em que participaste! Por vezes tb sinto falta de travar novos conhecimentos para não me sentir estagnada ou dizimada por tanto Portefólio de RVCC!

Andreia disse...

P.S. Será k me podes dizer se a Zezinha já é mamã? É k começo a sentir-me como o co... que é sempre o último a saber! Beijo

carmuue disse...

Andreia Irina!
sai dessa modorra filha! queres ver que é preciso que eu vá aí dar-te um abanão? olha que dou! ;)

ps ao teu ps. Sim o bebé de zezi já nasceu! O moço nasceu a 14 de Setembro e auto-denominou-se de Uriel! Imagina que o rapaz é tão pequeno que os pais já andam a comprar roupa de 6 meses para o rebento! logo que estiveres de férias levo-te lá a vê-lo, ok?

beijos de saudades amiga!

jonas disse...

Ultimamente, a abobrinha nem importa tanto se, pelo menos, nao me falarem de ciencia e da minha carreira. Ja desisti de tentar encontrar pessoas que tambem gostem de falar de livros e tenham sonhos de fazer a volta ao mundo. O sucesso nao e tudo, e preciso gostar do que se faz...

carmuue disse...

tá combinado amiga, qdo vieres não falamos nem da tua carreira nem de ciência, com a condição de não falarmos da minha anti-carreira.
Vale?
Deves estar para aí a rebentar,não? ve lá se avisas!
bjz

carmuue disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Anónimo disse...

olá carminho :)

Foi mesmo muito boa a nossa experiência!

Eé sempre bom ler resumos do que aconteceu e ver as fotos (já viste o CD?).

cresci taaaannt, eu os todos os outros.

Beijinhos.

Eva